(12) 3308-2747 | (12) 3308-2748 | (12) 3307-2933 | (12) 97404-9099 - WhatsApp | (12) 97408-9402 [email protected]
Artigos

O Plano de Rigging é de extrema importância para a movimentação e içamento de carga. O estudo consiste em planejar detalhadamente a movimentação das cargas, de forma que problemas sejam evitados.

Falando de uma forma mais branda, Rigging permite que através de cálculos se pense a melhor maneira possível de executar a movimentação da carga, independentemente do ramo que ela seja, como por exemplo: na remoção industrial.

O que é o plano Rigging?

É um projeto que define as particularizações nas quais uma operação de içamento e movimentação traz. Através de desenhos técnicos, memórias de cálculo, memoriais descritivo, etc.

Rigging é fundamental, pois garante um nível mínimo de segurança – claro que o nível máximo vem da utilização correta dos equipamentos de segurança necessários para o procedimento –  além de otimizar recursos.

Com esse estudo os riscos de acidentes é reduzido em uma remoção industrial, por exemplo, graças a previsão feita do comportamento real dos componentes.

O que diz a NR12 do plano Rigging?

Criada em 8 de Junho de 1978 pelo da época Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) a NR12 ou Norma Regulamentadora 12 tem a função de: garantir que equipamentos e máquinas sejam seguros para seus respectivos trabalhadores.  

A NR12 exige relatórios frequentes e completos sobre os ciclos de vida, tanto das máquinas quanto dos equipamentos. É preciso conter informações de:

  • Transporte;
  • Instalação; 
  • Utilização; 
  • Manutenção; 
  • Final da vida útil.

A NR 12 DIZ “É de responsabilidade do empregador adotar medidas de proteção para o uso seguro de máquinas e equipamentos.” Ou seja, a empresa que deve garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores. É sua obrigação!

Em resumo, as principais medidas da Norma Regulamentadora 12 são:

  • Proteção coletiva;
  • Administrativas ou de organização;
  • Proteção individual.

Objetivos da NR 12:

  • Proporcionar segurança ao trabalhador.
  • Melhorar as condições de trabalho em: prensas e similares, injetoras, máquinas e equipamentos de uso geral, e demais anexos.
  • Máquinas e equipamentos profundamente seguros.

Quem pode assinar?

O laudo de NR 12 deve ser emitido por um profissional legalmente habilitado, Engenheiro Eletricista para sistemas elétricos e de segurançafoco na parte de segurança – e o Engenheiro Mecânico, para condições mecânicas da máquina.

Ambos vão garantir a segurança, baseados, claro, em seus níveis de conhecimento e profissionalismo. Ambos precisam garantir a segurança e o bem dos demais.

Por que é tão importante?

Simplesmente por segurança. O plano Rigging junto a NR 12 permite que a segurança dos trabalhadores envolvidos esteja 99% garantida.

Quando se trata de movimentação de cargas, manutenção de máquinas, utilização de ferramentas é preciso estar tudo muito bem detalhado. A chance de um colaborador que trabalha com uma máquina se machucar é mil vezes maior do que alguém que passe o dia em um escritório.

Para evitar o máximo desses problemas visando o bem estar e a saúde do colaborador junto a eficiência e otimização de tempo de trabalho existe o plano Rigging junto a NR 12.

Precisa de ART?

Para que tudo isso esteja dentro da lei é preciso uma Anotação de Responsabilidade Técnicas (ART). Esse relatório precisa ir para o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), conforme a Lei nº 6.496/1977.

Segundo a lei o ART é necessário em tudo o que envolva Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

“Art. 1º – Todo contrato, escrito ou verbal, para a execução de obras ou prestação de quaisquer serviços profissionais referentes à Engenharia, à Arquitetura e à Agronomia, fica sujeito à Anotação de Responsabilidade Técnica (ART)”.

Segundo a lei nº 218, de 29 de junho 1973 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), foram definidas 18 atividades nas quais o ART é necessário.

O plano Rigging entra na atividade número 2 (estudo, planejamento, projeto e especificação). Como a movimentação de cargas tem, no geral, haver com guindastes e/ou plataformas que caráter elevatórios é necessário que engenheiro mecânico ou de produção/industrial faça as Anotação de Responsabilidade Técnicas (ART).  

Quais as etapas do Plano de Rigging?

  • Etapa 1 – A primeira etapa é a mais teórica, é o momento que precisa ser fazer o  levantamento de informações, criar um cronograma e um histograma. São descritos o serviço a ser realizado, a equipe de trabalho e os equipamentos disponíveis.
  • Etapa 2 – É feito uma visita técnica para avaliação e definição de:

–  Interferências no solo (canaletas, bueiros, valas, tubulação etc.) e aéreas (redes elétricas, prédios, pipe rack etc.);

–  Condições climáticas;

–  Patolamento (fixação no solo) e locomoção da máquina;

–  Depósito da peça a ser movimentada;

–  Condição do terreno quanto à resistência e nivelamento;

–  Fatores adversos: iluminação da área (se o içamento for noturno), isolamento e sinalização, aterramento etc;

–  Espaço disponível para o trabalho;

–  Pontos de pega e posicionamento da carga;

–  Altura máxima e raio necessário na operação;

–  Centro de carga da carga a ser içada, incluindo peso e dimensões, dimensionamento.

– Ponto de aplicação das eslingas olhais etc.

 

  • Etapa 3 – Consolidação dos dados e elaboração do plano de rigging com:

–  Especificação do guindaste;

–  Norma aplicada à tabela de carga que foi usada;

–  Especificação do serviço a ser realizado e do local onde ocorrerá o içamento;

–  Configuração do guindaste (comprimento máximo da lança, raio máximo de operação, altura máxima da lança, ângulo da lança com o solo, contrapeso, tipo de moitão e número de passadas de cabo do moitão);

–  Composição da carga para o içamento;

–  Capacidade e porcentagem de utilização do guindaste;

–  Velocidade do vento com a carga;

–  Ação das sapatas no solo e dimensionamento da base de apoio;

–  Memorial de cálculo dos acessórios de içamento.
Fonte para as etapas do Plano Rigging: https://www.aecweb.com.br/

Conclusão

Tanto o plano Rigging quanto a NR 12 são de extrema importância. É preciso estar com tudo muito seguro, só assim qualquer trabalho que se diz respeito a movimentação de cargas estará muito bem seguro e dentro das leis que nosso país criou para a área.

Contrate sempre os melhores profissionais, sua segurança estará sempre garantida!

Contrate Munk, Guindaste, Container, Plataforma, equipamentos de remoção industrial no Vale do Paraíba com a WR Locações.