(12) 3308-2747 | (12) 3308-2748 | (12) 3307-2933 | (12) 97404-9099 - WhatsApp | (12) 97408-9402 contato@grupowrlocacoes.com.br
Artigos

Acidente, para a língua portuguesa o significado dessa palavra é “acontecimento casual, fortuito, inesperado; ocorrência.” Mas existe também um outro, que no geral procuramos a todo custo evitar, principalmente quando o assunto é elevação e/ou movimentação de carga.

A todo custo tentamos evitar “qualquer acontecimento, desagradável ou infeliz, que envolva dano, perda, sofrimento ou morte.” Em todo trabalho existe riscos, pode ser até mesmo em um escritório. Mas quando falamos em içamento de materiais pesados e a movimentação de grandes cargas é preciso ter um cuidado dobrado e até mesmo triplicado.

 

Diferenças entre EPI e EPC

Para triplicar os cuidados temos que entender todos os elementos que envolvem a segurança da elevação de cargas. Existem diversos equipamentos responsáveis por proteger os colaboradores envolvidos com as cargas.

Duas siglas são muito importantes e bastante citadas, o EPI e o EPC, mas afinal, qual é a diferença entre as duas?

É tudo bem simples, a primeira sigla refere-se a proteção individual, EPIEquipamentos de Proteção Individual – enquanto a segunda tem a função de proteger o coletivo, EPCEquipamentos de Proteção Coletiva.

 

Exemplos de EPI:

  • Capacete;
  • Proteção Auricular – abafadores e protetores;
  • Proteção Respiratória – máscaras;
  • Proteção de Membros superiores – mangotes e luvas;
  • Proteção Ocular – óculos de proteção;
  • Proteção de Membros inferiores – botas e botinas.

 

Exemplos de EPC:

  • Corrimão;
  • Sinalizadores;
  • Fitas – nos degraus das escadas –  e pisos antiderrapantes;
  • Proteções contra fortes luminosidades e radiações;
  • etc.

 

Quais EPI’s e EPC’s necessários para elevação de cargas

Na execução do trabalho de elevação de cargas é preciso ter muito cuidado, só assim pode-se evitar acidentes, que dependendo da carga, podem ser fatais.

 

*Alguns EPI’s utilizados para os processos de elevação de cargas são:

  • Botas com bico de aço;
  • Óculos de proteção;
  • Capacete;
  • Coletes;
  • Luvas;
  • Protetores auricular;

 

*Já os EPC’s utilizados são:

  • Sinalizações de segurança;
  • Proteções em partes móveis de máquinas;
  • Empilhadeira;
  • Guincho;
  • Guindaste;
  • Talhas;
  • Elevador de carga;
  • Ascensores;
  • Caminhão Munck.

*Lembrando sempre que essas são proteções gerais, cada carga possui sua própria particularidade quando se diz respeito aos equipamentos. É preciso ter um especialista – segurança do trabalho – na equipe, capaz de manter a segurança de tudo e todos durante o processo.

 

Requisitos de Trabalho

Ter mão de obra especializada é essencial para que o trabalho de elevação e movimentação de cargas seja feito com esmero e maestria.

No processo envolve diversos tipos de trabalhadores. Engenheiros, técnicos em segurança do trabalho, especialistas em logística, operadores de máquinas, motoristas de caminhões, etc.

Para todas estas funções é preciso ter cursos para serem exercidas. Mas, não se preocupe, se você procura alguém que possa fazer o transporte da sua carga de maneira eficiente, rápida, profissional e com muita qualidade é preciso chamar quem é especialista na área.

A WR Locações oferece mão-de-obra extremamente qualificada para que nossos clientes tenham a melhor experiência no ramo e também para que tudo seja feito com segurança e eficiência.

Quando o assunto é elevação e movimentação de cargas não se pode ter menos do que a perfeição. É preciso chamar os melhores para que tudo saia da melhor maneira possível.

Como fazer a prevenção

Mas toda essa movimentação e equipamento são feitos de bate e pronto? Sem nenhum planejamento?

De maneira alguma! Toda a elevação, movimentação e transporte de carga é feito com muito planejamento. Tudo é pensado e previsto, antes mesmo de acontecer.

As previsões vêm graças ao Plano de Rigging, estudo responsável em detectar e “prever” todos os problemas que a elevação e/ou transporte da carga pode ocasionar. Rigging também determina quais os EPI’s e EPC’s utilizados na operação.

Tudo isso é feito de forma regulamentar e precisa de uma documentação para comprovação, graças a NR 12.

Se você quer saber mais sobre o Plano de Rigging e a NR 12 basta clicar aqui. (linkar o texto com tema – Plano de Rigging: o que diz a NR 12?)

 

Conclusão

Não é fácil realizar a movimentação de grandes cargas, é preciso ter muito cuidado e estudo para que os acidentes sejam evitados. É preciso que todos façam seu trabalho de forma extremamente profissional e com uma qualidade impecável.

Por isso não esqueça, na hora de elevar sua carga, chame os melhores em São José dos Campos, Jacareí, Pinda, Caçapava, Taubaté, Campos do Jordão e Guararema. Também locamos Munk, Guindaste, Container, Plataforma e equipamentos de remoção industrial.